Vender no iFood vale a pena? Vantagens e Desvantagens do app de delivery

Vender no iFood ou não? Eis a questão! Não há dúvidas que o iFood é uma grande potência do food service: presente em mais de 489 cidades e em todos os estados do País, a empresa transaciona mais de 390 mil pedido por dia, segundo o E-commerce Brasil.

Com tantas transações assim, é claro que vender no iFood é um prato cheio para sua rentabilidade, certo? A resposta é: depende! Quando se fala na gestão de restaurantes é preciso sempre pesar os prós e os contras, para tomar a melhor decisão.

Então, se você ainda está em dúvida sobre vender no iFood, aproveite para conferir as vantagens e desvantagens do app de delivery para o seu negócio!

4 vantagens do iFood para seu Restaurante

Separamos algumas vantagens que fazem o app ser o sucesso que é e tão popular. Avalie se também se traduziriam em vantagens para o seu restaurante.

1 – Facilidade de Implantação

A experiência de quem decide vender no iFood é facilitada desde o início. Em poucos dias após o cadastro, um restaurante recém cadastrado já começa a receber pedidos.

O primeiro passo, portanto, é se cadastrar no iFood. Depois da liberação do cadastro, é preciso fazer o download do

Iconnect no seu computador. O programa é o gestor de pedidos do iFood.

programa para vender no ifoodPor último, e estando tudo ok quanto ao programa, a plataforma receberá todos os pedidos online e sua página já estará disponível para diversos usuários em sua área de entrega.

2 – Geração de Vendas

O segundo ponto, principal vantagem do delivery, é a geração de novas vendas para seus antigos e novos clientes. Mesmo quem tem um restaurante pode também trabalhar com delivery para aumentar suas vendas. Esse acaba sendo um canal adicional de distribuição.

Esse investimento pode ser entendido como publicidade, já que um dos maiores objetivos do iFood é atrair mais clientes.

3 – Exposição da sua Marca

Ao se cadastrar para vender no iFood, a marca do seu restaurante pode ser vista por mais pessoas. O alcance da marca certamente será ampliado, podendo fazer com que mesmo aqueles consumidores que estão na região do seu estabelecimento, mas nunca entraram no restaurante tenha sua primeira experiência.

Pedir online também pode ser um precedente para que essas mesmas pessoas visitem pessoalmente o local. O número de pedidos online pode ser equivalente ao aumento do tícket médio. Na prática isso quer dizer que, os fãs da sua marca terão mais uma opção para fazer os pedidos.

4 – Segurança no Pagamento

Como o pagamento pode ser realizado via app, os problemas com a segurança do entregador são quase nulos. Além disso, o consumidor pode ter outras opções de pagamento, facilitando ainda mais o seu pedido.

Dinheiro ou cartão? Bom, isso irá depender do próprio cliente. Mas, o mais importante para você é saber que independente da forma escolhida, o valor recebido pela sua venda será recebido de forma rápida e segura.

Veja agora as principais desvantagens de vender no iFood e saiba como reduzí-las.

3 desvantagens de vender no iFood

Conheça agora, algumas das desvantagens de vender no iFood, segundo os próprios usuários da plataforma.

1 – Dependência da Internet

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o iFood só funciona online. Ou seja, a instabilidade ou falta de energia, por exemplo, podem fazer com que seu restaurante fique sem internet.

Problemas na conexão também são bens comuns, dependendo de algumas regiões. E isso pode afetar o desempenho das vendas.

Uma sugestão neste sentido é ter uma boa rede de conexão e, se possível, ter fontes alternativas de energia. Outra dica é não depender de um único canal de vendas apenas. Seu restaurante pode vender pelo telefone ou whatsapp quando alguma dessas situações ocorrer, por exemplo.

2 – Concorrência Acirrada

O meio online já não é mais uma exclusividade. Logo, vender no iFood também não. O número de restaurantes do mesmo segmento, com produtos e preços similares ou menores também podem ser comuns.

A recomendação dos nossos especialistas sempre é: tenha bons produtos, diversidade no cardápio e ofereça uma boa experiência. Sim! É isso mesmo, mesmo nas operações de delivery é preciso pensar em como oferecer um bom atendimento. Isso pode ser visto desde o tempo de espera do pedido, até mesmo em como o prato e demais itens chegarão ao consumidor.

Outra dica é pensar em promoções estratégicas. Ofereça vantagens para os seus clientes online, assim como para os clientes que visitam o seu restaurante.

3 – Comissão Elevada

A taxa cobrada pelo iFood pode chegar a até 20% do valor do pedido. Em muitos casos isso é o mesmo que dizer que você tem um “sócio” que consome um quinto de toda sua margem bruta. O que pode não ser um problema, desde que, esse sócio entregue mais em lucro para a empresa.

A conta a ser feita deve sempre considerar os custos e ganhos em cada situação. Ao investir em um novo canal de vendas é preciso avaliar suas vantagens frente ao que já é utilizado atualmente.

Como saber se vender no iFood vale mesmo a pena?

Primeiro: os números vão dizer. Ao avaliar o valor investido (comissão paga) e o valor adicional recebido pelas vendas pelo delivery é missão de todo gestor verificar se no fim, a “conta fecha”.

Mais importante do que seguir seu concorrente, é preciso ter consciência de fazer as melhores escolhas estratégicas para o seu restaurante. E nem sempre fazer o que os outros restaurantes fazem será benefício para o seu negócio.

Uma excelente dica neste sentido é entender muito bem o perfil e necessidade dos seus clientes. Se estiver pensando em expandir seus canais de vendas, comece com testes iniciais mais rápidos e com baixos investimentos. E não invista em um único canal para evitar ficar na mão.

Olhe também para o que você já tem e para o que precisa ser melhorado internamente. Pense na experiência única que você pode oferecer aos seus clientes. Já avaliou seu cardápio? Fale com um dos nossos consultores e descubra como as grandes redes de restaurantes fazem para aumentar suas vendas e ainda reduzir seus custos.

Comentários

comentários