Como organizar os pedidos recebidos no Restaurante (Salão e Delivery)

organizar os pedidos no restaurante - homem com comanda na cozinha, preparando prato
5 minutos para ler

Ter mais volume de vendas é o que todo dono de restaurante quer. Mas, para manter a rotina e a operação do dia a dia em ordem, assim como crescer de forma correta é preciso definir alguns processos, incluindo, por exemplo, um fluxo para organizar os pedidos recebidos no restaurante.

Seja no salão ou no delivery, para evitar que os clientes esperem e que os pedidos se percam você também deve se preocupar com essa gestão. E para ajudar, nossos especialistas separaram algumas dicas exclusivas. Confira!

4 dicas para organizar os pedidos no Restaurante

Imagine o salão cheio ou o seu delivery recebendo novos pedidos seguidos. Isso é ótimo, não é mesmo? Para manter o nível de excelência no atendimento, a organização da cozinha e pedidos entregues no tempo é vale seguir essas dicas:

1 – Avalie todos os pedidos recebidos

Embora seja uma dica muito básica, avaliar os pedidos conforme forem chegando pode fazer toda diferença na operação e logística.

Uma comanda que tenha somente bebidas para entrega no delivery pode ser priorizada. Ou seja, não precisa ficar parada – exceto se depender de outros pedidos para montar a rota logística.

Lembre-se de que produtos refrigerados devem ser separados e colocados nas embalagens por último, para manter a temperatura.

Esse filtro prévio inclusive não só ajuda a organizar os pedidos no restaurante, como a própria entrega. Assim sua equipe de entregadores também pode planejar a saída e retorno.

2 – Use um organizador ou um gestor de pedidos

Se você ainda trabalha com comandas em papel e manuscritas, crie um fluxo e instrua os atendentes e a cozinha sobre o funcionamento desse novo processo. Formas de preenchimento para evitar erros, onde colocar as comandas, etc.

Para o salão, um simples organizador de pedidos já pode ajudar a manter as comandas em um único lugar. Se as vendas forem feitas online, procure soluções que contem com um gestor de pedidos que seja integrado com os demais sistemas.

Fique atento para garantir que os pedidos sejam impressos na cozinha ou nas praças específicas. Alguém sempre deve vistoriar para que as comandas não fiquem paradas na impressora.

Um dos gargalos mais críticos da produção, neste sentido, é não acompanhar essa recepção.

3 – Defina a ordem de preparo

Geralmente, os pedidos recebidos no restaurante são preparados sempre pela ordem de recebimento das comandas. Pela regra normal, portanto, a última comanda que chegou só pode ser preparada depois das anteriores, respeitando assim uma fila. Mas, isso pode variar conforme os itens do pedido.

O responsável pela cozinha deve avaliar as comandas e reordená-las, se necessário. Mas, para fazer isso de forma organizada também deve estabelecer critérios.

O objetivo é otimizar o fluxo operacional e distribuir as comandas pelas respectivas praças e conforme o tipo de prato. Sobremesas, por exemplo, podem ser preparadas antes.

Para não ter pedidos em duplicidade, se estiver na mesma comanda, vale sinalizar o que já foi preparado e enviado para o salão. Pedidos completos devem ter as comandas arquivadas.

4 – Agrupe as demandas

Pedidos individuais feitos pela mesma mesa, devem ser preparados e entregues juntos. Nada mais deselegante do que ter uma pessoa comendo, enquanto a outra aguarda o seu prato.

Se o prato depender de preparo com tempo superior, o garçom deve informar o cliente no momento do pedido. Assim, já alinha a expectativa quanto ao tempo de espera.

Outro ponto importante, nestas situações, é perguntar se o cliente quer receber algum item antes. Normalmente, as crianças podem ser servidas primeiro. O mesmo vale para as bebidas. Enquanto aguarda, os clientes podem consumir alguma bebida ou aperitivo (que pode entrar como uma venda sugestiva).

No delivery, essa triagem também ajudará nas rotas logísticas. Endereços próximos sempre que possível devem sair na mesma viagem.

Como ganhar mais eficiência operacional?

Lembre-se de que os pedidos recebidos no restaurante representam o interesse dos seus clientes. A venda em si acaba sendo responsável por uma das etapas do relacionamento com o seu estabelecimento, porém é interpretada como a fase inicial.

Portanto, não adianta focar em vender mais se o seu restaurante, sua equipe e seus processos não estiverem minimamente organizados. Para escalar as vendas é preciso pensar no atendimento, no funcionamento das rotinas, nas entregas.

Aumentar o número de pedidos é um importante indicativo financeiro, mas no final se a experiência não corresponder com as expectativas você pode ganhar por um lado e perder do outro.

Então, se for abrir um negócio pense nesses processos desde a sua concepção. Se quer ampliar suas vendas, olhe para sua operação e veja o que ainda precisa ser otimizado.

Ao gerenciar os pedidos recebidos no restaurante você terá mais agilidade, controle operacional e financeiro e de quebra, ao entender o comportamento dos seus clientes, ainda pode conquistar mais espaço no mercado. Faça esse exercício!

goomergo cardapio digital whatsapp
Você também pode gostar