Chocolatti Nicolatti: Um negócio que começou em casa e tornou-se Referência em Toda Bragança

Dentro de casa, com “Muito amor, carinho e chocolate”, Gisela Nicolatti começou seu próprio negócio, a Chocolatti Nicolatti.

Com os três ingredientes especiais, a confeiteira de mão cheia produziu um pão de mel que rapidamente ficou conhecido em toda Bragança Paulista.

Na época, o doce era vendido apenas por encomendas, que foram aumentando ano a ano. Aumentaram tanto que logo o talento de Gisela para produzir doces era notícia no jornal da cidade.

Chocolatti Nicolatti vira matéria de jornal

Uma Fantástica Fábrica: De casa para toda Cidade

Com tamanha popularidade, a Chocolatti Nicolatti ficou grande demais para a casa de Gisela e a marca, que já era referência em produtos artesanais na região, ganhou uma sede própria. Com a ajuda do filho e sócio, Guilherme Nicolatti, Gisela inaugurou sua primeira loja em 2011, num  bairro nobre de Bragança. No início, o intuito era apenas vender chocolates. No entanto, no mesmo ano em que inaugurou sua sede, o negócio expandiu e o mix de produtos passou a incluir diferentes tipos de cafés, salgados, sucos e lanches.

O chocolate era tão bom que os clientes almoçavam rapidamente em outros estabelecimentos. Afinal era preciso sobrar tempo dentro do intervalo de almoço para saborear uma das sobremesas de Gisela. Guilherme, empreendedor por natureza, logo viu uma oportunidade e passou a incluir o almoço nos serviços da empresa.

“No horário do almoço, o pessoal almoçava em outro lugar e vinha tomar a sobremesa aqui. Tínhamos todos os funcionários aqui, tínhamos o espaço, mas ainda era um horário bem ocioso. Então começamos a servir uma massa e outros produtos mais simples para aproveitar esse horário. Aí o almoço pegou. Pegou tanto que fizemos uma reforma ano passado para estruturar a cozinha para atender a demanda do almoço”, afirmou Guilherme.

Cada vez mais doce: Inovação e melhoria contínua na Chocolatti Nicolatti

Mas é claro que a expansão não terminaria por aí. Para aproveitar melhor as oportunidades, Guilherme está sempre mudando seu cardápio, incluindo opções geladas em um inverno quente, ou adicionando novos tipos de café para aquecer o público em um verão gelado. Como você deve saber, os cardápios de papel são incompatíveis com essa mobilidade. Foi aí que entrou a Goomer. páscoa com o cardápio digital chocolatti

“O principal motivo de eu colocar o Goomer, inclusive me arrependo de não ter colocado antes, é o fato de trocarmos muito o cardápio. Às vezes eu só queria adicionar um item, uma bebida, um lanche. Por mais que divulgasse nas redes sociais, não estava impresso no cardápio. As pessoas não sabiam o preço, ou nem se quer viam o produto. Agora consigo colocar um item no momento em que quiser e, dessa forma, aproveitar oportunidades como ofertar uma bebida gelada em um inverno quente”.

Mas os benefícios não se encerram por aí. Como nos contou Guilherme, o cardápio trouxe mais eficiência para os garçons que não precisam mais levar as alterações e pedidos para a cozinha.

Além de tudo isso, a Chocolatti aumentou 370% nas vendas de adicionais, resultado obtido em apenas dois meses. Nas palavras do gestor da chocolateria,“apenas esse aumento, no mínimo paga o custo do Goomer”.

Amor, carinho e chocolate, esses três ingredientes fizeram da Chocolatti um sucesso em toda a Bragança e região. Mas adicionar um pouco de tecnologia à receita possibilitou que o negócio desse um salto ainda mais alto e tornasse a experiência  mais doce ao cliente.

Se você também deseja fortalecer a operação do seu restaurante e incrementar o faturamento com a venda de adicionais, clique no link e fale agora com um de nossos consultores.

Comentários

comentários