Como montar um Cardápio de Bebidas?

cardápio de bebidas - pessoas bebendo no bar
6 minutos para ler

Grande parte das receitas de um bar ou restaurante está diretamente atrelado ao consumo de águas, refrigerantes, sucos, drinques e chopes. Por isso, é altamente recomendável pensar e definir um cardápio de bebidas que harmonize com os pratos disponíveis e ajude a compor a receita do seu restaurante.

Veja a dica que nossos especialistas separaram para ajudar nesta elaboração.

Quais são as bebidas mais comuns nos melhores restaurantes?

Em linhas gerais, as bebidas são divididas em três grupos principais: não-alcoólicas, alcoólicas e fermentadas.

A partir disso, é possível disponibilizar um número maior de produtos para clientes de diversos perfis e gostos pessoais:

1 – Bebidas não-alcoolicas

São aquelas que em sua composição não há inserção ou fermentação alcoolica, podendo ainda serem naturais ou industrializadas. Os itens em destaque nessa categoria são:

  • água;
  • sucos naturais e industrializados;
  • chás;
  • refrigerantes;
  • drinques sem álcool (geralmente preparados com frutas, água gaseificada, refrigerantes, etc).

2 – Bebidas alcoolicas

São aquelas que levam álcool em sua composição. Se diferenciam pela sua formação e também pelo teor alcoólico, que pode variar de um produto para o outro.

Muitas dessas bebidas são consumidas em forma de coquetéis e drinques. Nesses casos, ainda há a adição de frutas, sucos, refrigerantes e outros elementos.

As vendas precisa observar as regras como o não consumo por menores de 18 anos.

3 – Bebidas fermentadas

Os vinhos e espumantes são os campeões de venda na categoria bebidas fermentadas. No geral, eles contêm entre 8% e 12% de álcool e são obtidos por meio de um processo de fermentação alcoólica de uvas.

Seus atributos são medidos através do envelhecimento. No entanto, após atingir o ápice de sua idade e sabor, a queda na qualidade é bastante rápida. Por isso, é muito importante se manter em alerta antes de escolher quais produtos comercializar em seu estabelecimento.

Dicas para montar um cardápio de bebidas

Além de escolher e montar um cardápio de bebidas que seja condizente com seu público, é preciso ainda pensar em como divulgar essas opções ou combinações.

Se você quer melhorar o faturamento do seu bar ou restaurante, não deixe de conferir as dicas abaixo!

Identifique qual é o seu público-alvo

Construir um cardápio campeão de vendas demanda alguns cuidados, especialmente em relação a necessidade de se conhecer o público. É importante identificar características como idade, sexo, classe social e outros detalhes que possam definir o perfil de consumo.

O momento do dia também é um fator primordial. Isso porque, durante a hora do almoço, por exemplo, os clientes possuem menor tempo para degustação. Além disso, um grupo de pessoas tende a consumir mais do que se comparado aos indivíduos desacompanhados ou em casal.

Happy hours ou kits produtos para consumir ou prepar em casa também são boas apostas para vender mais.

Aposte na diversidade de produtos

Muitos clientes tendem a experimentar diferentes tipos de bebidas, especialmente em relação aos drinques. Por isso, manter uma lista recheada de opções é uma excelente alternativa para aumentar o consumo e faturar mais com as vendas.

A caipirinha, por exemplo, é a queridinha dos brasileiros. Atualmente, sua receita não é restrita apenas a cachaça. Em alguns casos, pode-se incluir vodka, saquê e até mesmo cachaças especiais.

Por outro lado, é importante considerar o paladar daqueles que não ingerem bebidas alcoólicas. Nesse caso, ofereça coquetéis selecionados a base de sucos e frutas. Afinal, quanto maior sua diversificação, melhor será a atração do seu negócio aos olhos de diferentes perfis de consumidores.

Seja básico e criativo

Ao mesmo tempo em que seu cardápio deve conter bebidas simples, ou seja, que são consumidas em maior volume, é necessário também ser criativo.

Para tanto, procure criar sua marca registrada e sabores próprios que trazem inovação e um diferencial competitivo no mercado. Assim, receitas autorais – quando produzidas com bom gosto e cautela -, poderão se tornar o carro-chefe do seu bar ou restaurante.

Invista na experiência do consumidor

De nada adianta criar nomes originais e autênticos, sem oferecer aos consumidores uma boa experiência, como ter a oportunidade de conhecer de fato a história por trás de cada bebida, como é preparada, sua origem.

Ter um cardápio digital pode facilitar essa imersão. A simples tarefa de folhear as páginas dos menus impressos, passa a ser mais interativa e exclusiva.

Com o cardápio digital é possível destacar produtos, conforme sua necessidade, focar na descrição e outras informações sobre os itens que você vende.

Por que se preocupar com o cardápio de bebidas?

As bebidas são tão importantes quanto os demais pratos de um restaurante. Afinal, sua comercialização possibilita o aumento considerável do ticket médio.

Esse indicador de performance é uma ferramenta que auxilia a medição do desempenho em relação às vendas e representa o valor que cada cliente consome.

Por exemplo, se seu estabelecimento obtém ganhos diários de R$ 5.000,00 e atende a 100 pessoas por dia, seu o ticket médio será de R$ 50 gastos por consumidor. Elevar o índice, portanto, significa contar com um faturamento mais alto. Uma das estratégias para elevá-lo está diretamente relacionada a consumação de bebidas. Ou seja, quanto maior o consumo, melhor é a média.

Um cardápio de bebidas atrativo pode ajudar a impulsionar seu negócio e gerar resultados positivos. Muitos estabelecimentos oferecem promoções de combo ou descontos na segunda bebida de modo a incentivarem o consumo progressivo. Por isso, dedique um pouco do seu tempo para estruturá-lo da melhor maneira e traçar estratégias de acordo com suas necessidades e as expectativas dos seus clientes.

O que achou deste conteúdo? Seguindo todas essas dicas e cuidados seu cardápio terá grandes chances de conquistar cada vez mais um público fiel e se tornar referência em sua área de atuação.


goomergo cardapio digital whatsapp
Você também pode gostar