Alta temporada: 5 dicas para preparar o seu Restaurante para vender mais

alta temporada nos restaurantes
6 minutos para ler

A sazonalidade é muito comum no meio gastronômico. E isso faz com que os bares e restaurantes tenham que se reinventar, sendo cada vez mais criativos, em períodos de baixa demanda. Por outro lado, a alta temporada também exige preparo para receber os clientes atuais ou turistas.

Vender mais sem descuidar da qualidade dos pratos e bebidas e, especialmente, do atendimento oferecido aos consumidores é um enorme desafio. Mas, assim como toda oportunidade, se bem aproveitada pode garantir bons resultados.

Você tem um bar ou restaurante em um ponto ou cidade turística? Aquela estação do ano em que o movimento naturalmente tende a crescer, está se aproximando? Conheça agora as 5 dicas essenciais para preparar o seu restaurante para a alta temporada.

5 dicas para vender mais na alta temporada

Ter a casa cheia, pode ser sinônimo de aumento no faturamento e o período de alta temporada é muito aguardado por esse motivo. Com o aumento da demanda, o nível de expectativa dos clientes também é elevado. Por isso, é preciso ficar atento a essas dicas, para não perder em desempenho operacional ou decair na prestação de serviços. Confira!

1 – Dimensione o tamanho da sua equipe

Desde a equipe da cozinha até a equipe de atendimento do salão. Procure entender sua capacidade de atendimento. E saiba que é preciso ir muito além de contar apenas o número de mesas e lugares disponíveis.

Calcule o tempo médio de preparo dos pratos em dias comuns. Avalie o tempo de espera dos clientes nas mesas. Observe quanto tempo um garçom demora para tirar o pedido e para entregá-lo na cozinha. Essas referências vão ajudá-lo a pensar em todas as necessidades em termos de recursos.

Vai precisar de funcionários extras? Então, já tenha essas pessoas mapeadas, para o caso de uma urgência como a falta de um funcionário ou mesmo para complementar o time de atendimento.

2 – Invista em tecnologia

Num primeiro momento esse investimento parece ser contraditório. Mas basta pensar que na alta temporada, os serviços do seu estabelecimento precisam ser otimizados.

É simples: um garçom atende em média de 5 a 7 mesas em dias normais. Portanto, fazendo uma conta rápida isso quer dizer que para ampliar sua capacidade de atendimento, você precisa contratar mais garçons, correto? Não necessariamente.

Com o uso de soluções de autoatendimento, como o cardápio digital, o garçom que antes atendia 5 mesas, passa a multiplicar sua capacidade de atendimento, sem prejudicar a experiência do consumidor.

E isso é possível porque o garçom deixa então de ser um “tirador de pedidos” e passa a ser um consultor de atendimento. Enquanto os clientes estão fazendo o pedido que já sai automaticamente na cozinha, o garçom pode montar a mesa, por exemplo.

Além de trazer mais agilidade à operação, com o cardápio digital o tempo de espera é reduzido em até 20%.  Outro fator positivo é o aumento do tícket médio. O volume de venda de pratos principais, bebidas ou sobremesas pode ser bem superior a média histórica vendida. Mais pessoas, atendimento mais rápido, mais vendas.

3 – Treine sua equipe

Uma equipe treinada aliada ao uso de soluções tecnológicas pode destacar o seu bar ou restaurante da concorrência. E mais do que isso, podem fazer com que os clientes queiram voltar ao estabelecimento, mesmo fora dos períodos mais badalados.

Os treinamentos mais básicos passam por atendimento, operação, gestão e rotina. Se, em função da alta temporada, for necessário readequar ou ajustar atividades operacionais é muito importante que todos os colaboradores saibam antecipadamente.

Informações como horários de atendimento alternativos, lançamento de pratos especiais,  tabela de preços. Tudo deve ser alinhado para evitar ruídos na comunicação, assim como para prestar o melhor atendimento aos clientes. Sejam eles locais ou turistas.

4 – Crie um novo cardápio

Nestas épocas, é muito comum que bares e restaurantes criem ou lancem itens inéditos no cardápio. Essa pode ser uma boa estratégia para atrair mais clientes e vender mais também.

Para dar o passo inicial, comece com uma reavaliação do seu cardápio. Com a Engenharia do Cardápio, você pode focar nos produto mais rentáveis, retirando do cardápio o que não fizer mais sentido.

Muitas vezes, não é preciso lançar um novo prato ou bebida. O “relançamento” de um produto com um novo nome ou até mesmo a combinação de pratos, podem ser suficientemente atrativos. Depois de criado, é importante divulgar a novidade, ou seja, fazer com que os clientes saibam disso. Uma boa dica é destacar esses produtos no cardápio.

5 – Traduza seu cardápio

Outro item que não pode ficar de fora desse checklist é a tradução do cardápio. Embora não seja regra, é muito importante pensar no atendimento de públicos diferente daqueles que você já está acostumado a atender.

Receber turistas de outras cidades ou países exige atendimento especializado. E, independente do local de origem, uma coisa é certa: todos os consumidores querem ser bem atendidos.

Geralmente, assim como em outros ambientes, a primeira impressão em um restaurante é a que fica. E esse momento pode acontecer quando o cliente consulta o cardápio, por exemplo.

A dica básica é ter pelo menos alguns exemplares do cardápio bilíngue. Os idiomas mais comuns são inglês e espanhol mas isso, é claro, irá depender do tipo de turista que o seu bar ou restaurante irá receber. Os clients que já fazem uso do cardápio digital podem fazer a tradução instantaneamente.

Tão importante quanto se preparar para o período de alta temporada, é pensar em como manter ou fidelizar clientes, não é mesmo? Sim, nós concordamos e aproveitamos para listar dicas adicionais para que você consiga ter a casa sempre cheia, independente da época do ano.

Como manter o movimento no restaurante após a alta temporada?

Depender de uma semana festiva, de um feriado prolongado ou de eventos sazonais é muito arriscado. Portanto, é preciso ter uma estratégia de vendas de médio e longo prazo. Conhecer o público atendido e as características da região em que seu ponto está estabelecido são fundamentais.

Depois, vale pensar também em diferenciais competitivos. Com produtos, preços e qualidade semelhantes, isso sem contar com o aumento constante da concorrência, se destacará aquele bar ou restaurante que oferecer a melhor experiência. 

E aqui não tem nenhum segredo. Acredite: ter um atendimento focado nas reais necessidades dos clientes, certamente fará com que seu negócio prospere por mais tempo.

Precisa repensar sua estratégia de atendimento para a alta temporada? Fale com um dos nossos consultores, conte com a experiência de quem é especialista em Food Service e já ajudou há mais de 500 bares e restaurantes.

Você também pode gostar