12 tendências gastronômicas para 2018!

4 minutos para ler

Descubra as tendências gastronômicas para 2018, incluindo comidas funcionais, drinks não alcoólicos e tecnologia em comida e bebida!

No ano passado, vimos uma ampla variedade de comida e bebida que refletia as mudanças para um estilo de vida saudável, comunitária e sustentável. Teve um boom no brunch, poke bowls e, comidas picantes e, claro, de comidas com abacate.

Agora em 2018, teremos muito mais da cozinha veggie e vegetariana, enquanto o aumento da culinária local e os avanços da tecnologia assumem um lugar ainda mais forte na cultura gastronômica.

Quer saber o futuro da comida e bebida para esse ano? Continue lendo nosso artigo!

1.Comida havaiana (poke)

Poke é o prato típico do Havaí e é basicamente um sushi sem aquela apresentação caprichada japonesa. Todos os ingredientes são servidos dentro de um bowl.

Esse prato é customizável e pode ser econômico também, sem perder o charme havaiano.

2. Bebidas refrescantes e sem álcool

Drinks não-alcoólicos são uma grande oportunidade de negócio e pesquisas indicam que cada vez mais a geração Y, ou millennials, possuem uma consciência voltada para uma vida saudável e estão tomando menos bebidas alcoólicas.

As águas tônicas com sabores exóticos, drinks não-alcoólicos e misturas naturais não alcoólicas estão inundando o mercado.

Seu restaurante pode (e deve) oferecer essas opções aos seus clientes! Aproveite essa tendência.

3. Comidas funcionais

A comida gut-health (comidas fermentadas e funcionais) com certeza é uma tendência para 2018. Isso inclui alimentos probióticos como kefir, missô (mistura japonesa) e kimchi (vegetais em salmoura) e prebióticos (alimentos difíceis de digerir) como cebolas, alhos e frutas ricas em fibras. As pessoas não querem só a saúde do intestino, querem melhorar a aparência e mudar o estilo de vida!

4. Ingredientes do produtor local

A tendência é buscar alimentos frescos para a produção dos pratos, que transfere mais valor ao seu restaurante. Busque por produtores locais e divulgue no seu negócio a procedência dos ingredientes utilizados.

5. Cozinha latina

Comida mexicana, peruana e brasileira, como as arepas, chulpe corn (cereal tostado), chicha (bebida fermentada a base de milho), quinoa e chia estão entre as tendências para este ano.

6. Alimentos nootrópicos

Os nootrópicos são aqueles alimentos que podem ajudar a memória e concentração. Esse tipo de alimentação também é chamada de neuronutrição. Inclui o consumo de salmão, ovos, condimentos e jicama (tubérculo mexicano).

7. Culinária árabe

Temperos e sabores do oriente médio estarão em evidência esse ano. Ingredientes como zaatar, tahine, harissa, estão na lista daqueles que prometem conquistar novos paladares.

8. Temperos coreanos

Os molhos apimentados, típicos da culinária coreana, como o gochujang (pasta fermentada de malagueta), ganjang (molho de soja) e para churrasco, são alguns dos temperos em alta. Esses molhos são perfeitos para acompanhar aves e carne vermelha.

10. Superfoods

São “supercomidas” os alimentos que contém nutrientes capazes de prevenir algumas doenças. Alguns deles são linhaça, quinoa, açaí, cacau, romã e azeite de oliva, por exemplo.

11. Comida vegana

A comida vegana sai de vez do status de comida chata, e se torna de fato uma tendência. Cada vez mais pessoas aderem à dieta pensando em um estilo de vida sustentável.

12. Heme, experiência com sabor de carne em dietas veganas

Ainda um pouco longe de ser consumido em larga escala, o heme é uma substância presente na carne. Pesquisadores vêm tentando utilizá-la para dar um sabor real de carne bovina a hambúrgueres veganos ou vegetarianos. Com isso, a carne poderia ser substituída. Vamos ficar de olho!

Essas tendências são ótimas oportunidades para o seu negócio! Tenha sempre algo diferente para oferecer aos diferentes tipos de clientes. Mostre o porquê devem escolher seu restaurante!

Fonte: BBC Good Food.

Você também pode gostar